Rio de Janeiro, Sugarloaf Mountain / Walking; BRAZIL – 🇧🇷 | MY WALK 2022 (4K) #15

Os vídeos de WALKING são uma febre no canal e nada melhor do que colocá-los aqui no blog, essa série serão vídeos de walking, cycling e driving  por vários lugares do mundo, no vídeo de hoje iremos até ao Pão de Açúcar no bairro da Urca no Rio de Janeiro. Fique atento que serão vários locais pelo mundo.

Continue lendo “Rio de Janeiro, Sugarloaf Mountain / Walking; BRAZIL – 🇧🇷 | MY WALK 2022 (4K) #15”

Brasil na Pandemia e a volta ao novo normal [MAR. 2021]

Depois do último post falando sobre como foi viajar ao Brasil para o enterro da minha mãe, ainda voltei em 2020. Viajei no mês de outubro para resolver pendências e burocracias, já que, mesmo morando no Reino Unido, tenho várias coisas pra acertar no Brasil, e a Europa ainda está em quarentena por conta da pandemia.

Já adianto que não foi uma viagem a turismo. Eu reservei essa viagem há meses, pois iria visitar minha mãe e cuidar dela durante essa fase difícil, infelizmente esse fato trágico ocorreu. Ainda estou abalada com a situação, é bem por isso que deixei de escrever no blog durante esse tempo.

Continue lendo “Brasil na Pandemia e a volta ao novo normal [MAR. 2021]”

Como é viajar na PANDEMIA e o luto [AGO. 2020]

aeroporto de Frankfurt, Alemanha – FRA

É com grande tristeza que escrevo este post. Infelizmente tive que viajar às pressas no meio de uma pandemia. Isso era uma das coisas que eu nunca queria ter que fazer na vida, é sem dúvida uma das tristezas de se viver longe da família. Foi tudo muito rápido e tive que comprar passagens para o Brasil do dia pra noite. Por conta da pandemia os preços estão até razoáveis, mas dependendo da companhia aérea, tipo a KLM, está realmente caríssimo.

Eu fui ao Brasil no final de janeiro, início de fevereiro, o tal vírus já estava rolando por aqui na Europa, mas nada ainda no Brasil, tomei minhas precauções e viajei de máscara e tudo mais. Mas o serviço estava igual, não mudaram praticamente nada, viajei de KLM indo e voltando pelo Rio de Janeiro.

Continue lendo “Como é viajar na PANDEMIA e o luto [AGO. 2020]”

[8 ON 8] – Países que realizaram a Copa do Mundo

1.Não poderia deixar de começar com a atual anfitriã, além de Moscou é claro, várias cidades na Rússia estão abrigando o Mundial 2018. Um dos lugares mais iconicos de todo o país é a Catedral de São Basílio.

Com a Copa do Mundo a todo vapor, nosso projeto do mês é sobre as cidades ou países que já abrigaram esse grande torneio. Felizmente já visitei vários destinos futebolísticos e sou amante do esporte, sempre que posso visito os estádios e tento ver algum jogo. A Copa da Rússia está emocionante e vamos começar pela mãe de todas as pátrias.

A Copa de 2018 é a 21º edição do torneio e é a primeira vez que sedia o evento, foram escolhidas 11 sedes e a final será disputada em Moscou.

Continue lendo “[8 ON 8] – Países que realizaram a Copa do Mundo”

Conhecendo o Bistrô Ó Chá na Vila Madalena

Depois de conhecer praticamente o bairro inteiro de Pinheiros e a Vila Madalena fomos a uma casa de chás e o local me surpreendeu muito, é um lugar muito aconchegante e tranquilo no meio da agitação da Vila Madalena. Já visitei várias casas de chás aqui pela Inglaterra e uma espetacular em Manchester e posso assegurar que o Bistrô não deve em nada para as daqui, eles possuem um conceito enraizado da cultura do chá, além de oferecem cursos sobre o preparo e a história do chá.

Continue lendo “Conhecendo o Bistrô Ó Chá na Vila Madalena”

Conhecendo o Beco do Batman em São Paulo

Em maio do ano passado voltamos a São Paulo, e é claro não deixaríamos de conhecer um dos pontos mais interessantes de lá, conhecido mundialmente, o Beco do Batman já virou ponto obrigatório na sua visita por Sampa. E é realmente um lugar impressionante, chama atenção pela sua bagunça organizada e pelos inúmeros grafites ao longo da rua e inclusive do bairro.

saopaulo2

E a nossa guia foi a Deisy do São paulo sem Mesmice, um dos blogs mais especialistas da cidade, saímos da estação de metrô Fradique Coutinho (linha amarela), mas dá pra chegar até lá também pela Estação Vila Madalena (linha verde) e fomos caminhando até o Beco, é uma caminhada agradável e bastante rápida, o Beco do Batman está entre a ruas Gonçalo Afonso e a Medeiros de Albuquerque na Vila Madalena, com entrada também pela rua Harmonia.

Continue lendo “Conhecendo o Beco do Batman em São Paulo”

Retrospectiva das minhas viagens em 2017

Mais uma retrospectiva aqui no blog e foi um ótimo ano em termos de viagem, viajei duas vezes ao Brasil, conheci 5 países novos, desvirtualizei queridas pessoas e viajei a trabalho! Não poderia pedir um ano melhor em relação a viagens, espero que o próximo ano seja ainda melhor e estou na expectativa de finalmente viajar pela Ásia, mais precisamente pela Tailândia, Vietnã e Camboja. Também quero voltar ao Qatar e visitar outro país africano e quem sabe a Austrália ou o Canadá.

38608402854_f56837b4ef_o

um resumo do primeiro semestre de viagens.

Planos são muitos e precisarei de muito trabalho e planejamento para realizá-los, mas a melhor parte de um post resoluções é poder sonhar com o próximo destino! E já começo o ano bem, viajando até Los Angeles, pra visitar alguns estúdios de Hollywood, parques da Disney e Universal e ainda assistir um episódio ao vivo da série The Big Bang Theory, o ano promete, mas vou deixar pra contar as viagens que virão em um post especial, assim como fiz o ano passado no destinos de viagem em 2017.

O natal e o ano novo passei por aqui mesmo na Inglaterra e foi ótimo, espero passar as próximas festas de fim de ano no Brasil.

Continue lendo “Retrospectiva das minhas viagens em 2017”

São Paulo em 3 dias

Finalmente este viajante que vos fala saiu da toca e viajou! Sabe aquele friozinho que dá na barriga quando a gente vai conhecer algo novo? Eu estava com saudades disso. Meu destino dessa vez foi São Paulo! Fui sem conhecer nada (ou praticamente nada), não fiz roteiro, não fiz pesquisas, não sabia de nada. Deixamos tudo por conta do nosso amigo mochileiro Kdu Sandes. Logo eu que sou perfeccionista! Geralmente eu faço tudo, pesquiso tudo, decoro os mapas, leio dicas em vários lugares, faço um minucioso roteiro com horários, valores e dados importantes.

Continue lendo “São Paulo em 3 dias”

Como tudo começou – Brasília

Voltando com o projeto eu <3 minha cidade, e agora pra dizer como tudo começou, e essa é fácil, pois a maioria de nós brasileiros estudamos isso nas aulas de história, até hoje me lembro do meu professor de história falando que Juscelino Kubitschek construiu a nova capital. Das cidades do projeto, acho que Brasília é a mais novinha, não chegou ainda nem nos 60 anos.

P2260625

P4150068

As primeiras obras da cidade começaram em 1956, mas a idéia de estabelecer a capital do Brasil no interior do país nasceu ainda no século 18. Os inconfidentes mineiros, que lutavam por nossa independência de Portugal, queriam que a capital da república imaginada por eles fosse a cidade de São João del Rey em Minas Gerais.

Com Juscelino eleito presidente, a cidade finalmente deixaria de ser apenas um artigo da Constituição para se tornar uma realidade. Além da arquitetura, que através dos projetos arrojados dos edifícios públicos deveria projetar as imagens do futuro da nação, a própria vida em Brasília deveria contribuir para a construção de uma imagem de modernidade. Em 21 de abril de 1960 uma festa na Praça dos Três Poderes marcou a inauguração oficial da nova capital. Mas, pelo menos no início, a imagem de modernidade que Brasília pretendia passar não funcionou. No dia seguinte à inauguração, o presidente do Senado, Filinto Müller, aprovou um recesso de 30 dias, alegando falta de condições de trabalho e de moradia na cidade que ainda era um canteiro de obras.

Continue lendo “Como tudo começou – Brasília”

Porque eu amo Brasília

Bem-vindas ao projeto Eu amo minha cidade.

O projeto foi desenvolvido pela Yasmin do blog Qualquer Latitude que reuniu várias blogueiras de viagem ao redor do Brasil, e eu sou uma delas, e a minha cidade é claro é a cidade do meu coração, Brasília, a capital do Brasil! Inclusive aqui no blog tenho vários posts dessa incrível cidade. São vários pontos turísticos e opções para não deixar Brasília faltar no seu roteiro pelo Brasil.

IMG_3871

Continue lendo “Porque eu amo Brasília”

On the road: estradas por aí

Salar alagado em Uyuni, na Bolívia.

Na postagem do mês de março do Bloggers out and about, um dos temas sugeridos foi On the road (ou caindo na estrada) em tradução não literal, eu particularmente adoro viagens na estrada, já fiz muitas viagens de ônibus, tanto pelo Brasil, quanto pela América Latina, só pra constar que minha irmã e eu já viajamos 3 vezes de ônibus pela América do Sul, e é incrível, aqui na Inglaterra viajo mais de trem, mas sinto muitas saudades de viajar de ônibus pela América Latina.

Linha de trem do cemitério de trens em Uyuni, na Bolívia

Continue lendo “On the road: estradas por aí”

Catedral de Brasília, Memorial JK, Museu e Biblioteca Nacional de Brasília

Com os 55 anos de Brasília, para os íntimos BSB, resolvi explorar alguns pontos turísticos que remetem a minha infância. Memorial JK e Catedral Metropolitana de Brasília são os mais marcantes, quando cursava a antiga 3 série do Ensino Fundamental fui ao Memorial para um passeio escolar, a capital até então tinha 31 anos de idade. De lá pra cá, ocorreu o surgimento de vários outros pontos que denotam a arquitetura moderna de Niemeyer.

Alguns projetos saíram do papel, entre eles o Museu Honestino Guimarães e a Biblioteca Nacional de Brasília (Biblioteca Nacional Leonel de Moura Brizola-o fundador do PDT).

P4212056

P4212058

P4212083

P4212023

A Catedral Metropolitana de Brasília foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer como todos sabem, aliás creio que tudo tem as mãos deste ilustre senhor. Sua pedra fundamental foi lançada em 12 de setembro de 1958, teve sua estrutura pronta em 1960, onde apareciam somente a área circular de setenta metros de diâmetro, da qual se elevam dezesseis colunas de concreto (pilares de secção parabólica) num formato hiperboloide, que pesam noventa toneladas.

O engenheiro Joaquim Cardozo foi o responsável pelo cálculo estrutural que permitiu a construção da catedral.

            030  P4212060 015

O Memorial JK é um museu projetado por Oscar Niermeyer, inaugurado dia 12 de setembro de 1981 e dedicado ao ex-presidente Juscelino Kubitschek fundador da cidade de Brasília. No local, encontram-se o corpo de JK (morto sob circunstâncias estranhas em um acidente de carro na via Dutra em 1976), diversos pertences, como sua biblioteca pessoal, e fotos tanto dele como de sua esposa Sarah.

Apresenta obras projetadas por Athos Bulcão em sua área externa, um vitral desenhado pela artista Marianne Peretti sobre a câmara mortuária e uma escultura de 4,5 metros de autoria de Honório Peçanha.

Continue lendo “Catedral de Brasília, Memorial JK, Museu e Biblioteca Nacional de Brasília”

A maçã, o menino e o mundo

fonte: Patr!c!a via Visual hunt/CCBY-NC

Eu tenho muita sorte de ter os amigos que tenho… sem eles meu mundo seria tão miserável pequeno (minhas viagens seriam Brasília – Nordeste, Nordeste – Brasília). Sempre achei que atravessar a fronteira do meu país era como cair num poço sem fundo (vocês acreditam que eu me achava indigno de conhecer outra cultura, minhas mãos suavam em pensar que eu teria que falar com um estrangeiro, parecia que, em algum momento, eu iria ofendê-lo ou cometer uma gafe bem constrangedora).

Por volta dos meus 7 anos, descobri que o irmão mais velho do meu vizinho morava nos Estados Unidos. Certa manhã, a molecada toda estava na rua reunida jogando Bete, justamente na frente da casa do vizinho o qual o irmão mais velho morava nos Estados Unidos, e estava lá de visita. “Nossa!” – pensava eu. Nunca estive tão perto de conhecer alguém vindo de um lugar (pra mim) inalcançável, de um lugar que me dava medo e fascínio ao mesmo tempo. Tudo que vinha de fora pra mim era algo extraordinário, à beira da perfeição… Então, não pensei duas vezes; corri para a minha casa, peguei a maça mais bonita, deixei-a brilhando, penteei meus cabelos rebeldes com um creme super grudento e fui pra rua tentar parecer que aqui, no Brasil, tínhamos dignidade (ou que podíamos parecer com os garotos dos filmes da Sessão da Tarde).

Vinte e três anos depois, eu consegui! Saí do meu país (por apenas alguns metros, mas saí). Atravessei a fronteira do Brasil com o Paraguai para comprar bugigangas. Não era bem o que eu imaginava… no Paraguai tudo era muito mais feio, pobre e violento que no Brasil, mas mesmo assim foi mágico.

Apenas em 2013, nos meus 32 anos, minha primeira viagem internacional de verdade iria acontecer. Eu tinha acabado de pedir férias da agência de publicidade em que eu trabalhava e meu roteiro era apenas ir para o interior do Mato Grosso (Barra do Garças) e uma praia do litoral paraense (Salinópolis), mas dois grandes e velhos amigos me convenceram a voltar mais cedo do Pará e embarcar com eles para os EUA. “Cara*&^! Que loucura! Minha primeira viagem pro exterior e logo pra Miami, Orlando e Nova Iorque”.

É isso! Era tudo o que eu imaginava e mais um pouco! Viajei, engordei, comprei um pouco, sonhei acordado, comprei mais pouco, foi o melhor dinheiro gasto da minha vida! Viciei! O mundo que eu conhecia era pequeno e cresceu e o mundo que eu tinha medo era grande e diminuiu…

Ah! Detalhe: um guarda da imigração me deu muita bronca (em inglês e espanhol) e eu cometi muitas gafes constrangedoras, mas isso são outras histórias.

Um obrigado aos amigos de viagens inesquecíveis: Plínio, Gus, Leuma, as gêmeas do meu coração Flá & Fer, Ely, Kdu e Marcus Sandes, Amandita, Gabys (e se eu esqueci alguém me perdoe ou comente).

Eu, na loja da Apple na 5ª Avenida me sentindo o pinto no lixo.
Eu, na loja da Apple, na 5ª Avenida em NYC me sentindo o pinto no lixo.

 

465884_10200778408683191_574778065_o
Quase todos meus grandes amigos de viagem…

COPA 2014, começa HOJE!


Como já comentei antes, eu já tinha ingressos garantidos pra assistir os jogos da copa com a minha irmã em Brasília! Não era jogo do Brasil, mas tava valendo! O jogo que eu ia ver era Portugal X USA (ou Gana) não me recordo, infelizmente não poderei ir por problemas pessoais, mas não posso deixar de acompanhar tudo pela ESPN Brasil, um dos meus canais preferidos do Brasil, aqui na Inglaterra eu assisto online e sempre vejo os meus programas preferidos, o Bate Bola e o Linha de Passe! 
A BBC e a ITV estão passando vários jogos amistosos e inclusive vão dar uma cobertura exclusiva do torneio, nunca fui muito fã da Globo, portanto, não sinto falta nenhuma do Galvão Bueno, mas a TV inglesa é muito chata, os comentaristas latinos são os melhores, principalmente os argentinos e os mexicanos! Felizmente dá pra ver tudo pela internet! 






















A COPA começa hoje e já estou com saudades de participar aí no Brasil, essa é a minha segunda COPA fora do Brasil, em 2006 eu passei na Argentina e vi o Brasil perder pra França e os argentinos malharam e muito da gente, a primeira que me lembro é a de 1990, eu tinha 8 anos e colecionava os copos que vinham com as fotos dos jogadores, entre eles Bebeto, Careca e Taffarel, velhos tempos hein! Também vi o Brasil ser tetra, tinha uns 12 anos e foi muito legal, pois pintamos as ruas e nos divertimos bastante, desde ali já era fanática por futebol, e sempre que posso assisto aos jogos ou visito algum estádio! Algumas fotos da COPA no Brasil!
Ano passado foi o aquecimento para a COPA das Confederações em Brasília, agora é só esperar para os jogos na capital!
#vaitercopa #copa2014

http://brasiltvs.com/players/TMB.php?canal=espnbrasilvip&nome=ESPNBR ESPN ao VIVO!

2ª Biena do Livro de Brasília!



Sempre participei da Feira do Livro de Brasília, afinal para o estudante de Letras é uma das poucas oportunidades de comprar livros mais baratos, usados e conhecer novos títulos! A Feira sempre acontecia no shopping Pátio Brasil, a partir de 2012 eles mudaram para a Bienal do Livro, algo bem maior e com ótimas atrações, ano passado não me lembro de ter acontecido a Bienal em Brasília, fui na 1ª edição, a do Millôr Fernandes, bem na época que ele faleceu, a desse ano foi bem especial, pois estava presente um dos meus escritores favoritos de todos os tempos, o uruguaio Eduardo Galeano, já o tinha visto uma vez em Montevidéu, mas vê-lo aqui na cidade foi particularmente interessante, como sempre muito simpático e falador! 
Pareciam que os brasileiros o conheciam muito bem, fiquei até espantada, até pouco tempo não se via muitos livros dele por aqui, a maioria dos que tenho comprei ou no Uruguai, Argentina, Chile, França ou Inglaterra, é, eu tenho vários, em torno de 15, só o Veias Abertas são 5, todos em diferentes idiomas! A palestra foi incrível, ainda mais por estar presente o comentarista Lúcio de Castro da ESPN Brasil, seu documentário Memórias de Chumbo nos tempos do Condor é genial, e vê-lo comentando sobre as várias curiosidades e fatos que ele coletou durante o processo foi bem legal! Já vi o filme na ESPN e recomendo bastante pra qualquer estudante de História, Letras ou Humanas! Vale muito a pena!





Além do escritor uruguaio, autor de obras antológicas como As veias abertas da América Latina e a trilogia Memória do Fogo, participaram do Debate, Lúcio de Castro, e os jornalistas Mário Magalhães e Rodrigo Merheb ambos de igual brilhantismo!

*16:00 • DEBATE “Futebol e Ditaduras na América Latina” – Eduardo Galeano (Uruguai), Lúcio de Castro (RJ), Mário Magalhães (RJ) e Rodrigo Merheb (DF) – LOCAL Espaço Bienal – Auditório Nelson Rodrigues


Memórias do Chumbo – O Futebol nos Tempos do Condor, 2012.
Profunda investigação sobre as relações futebol e as ditaduras militares do continente sul-americano nas décadas de 60, 70 e 80 em quatro países: Brasil, Argentina, Chile e Uruguai.
Deep investigation about the relation of soccer and the South American military dictatorships of the 1960’s, 70’s and 80’s in four countries: Brazil, Argentina, Chile and Uruguay.

Roteiro/Script: Lúcio de Castro
Fotografia/Cinematography: Rosemberg Faria, Luiz Ribeiro
Montagem/Editing: Fábio Calamari, Alexandre Valim, Andrei Oliveira
Produção/Production: Lúcio de Castro
Trilha Musical/Music: Fábio Calamari
Arte/Art Design: Stela Spironelli
Elenco/Cast: Luis Alberto Volpe (narração), Carlos Caszely


A Bienal acontece até 21 de abril no centro da capital, próximo ao Museu Nacional de Brasília, ali vai ser ocupado por discussões e palestras sobre livros, literatura e a importância da leitura. A capital é a sede da 2ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura. São mais de dez dias de debates, seminários, shows e apresentações teatrais. Temas como futebol, ditadura e internet serão abordados em diversas oportunidades.

As cortinas da Bienal foram abertas com uma palestra do homenageado internacional dessa edição, o jornalista e escritor Eduardo Galeano. O uruguaio é autor de mais de 40 livros, dentre eles, “As Veias Abertas da América Latina”, no qual faz uma análise da história da região. 





O homenageado nacional deste ano será Ariano Suassuna. Autor de “O Auto da Compadecida” e “A Farsa da Boa Preguiça”, ele é um dos grandes nomes da literatura nacional. 
Outros escritores, nacionais e estrangeiros, também estarão presentes lançando livros ou participando de debates. Alguns dos convidados estrangeiros são a estadunidense Naomi Wolf, o chinês Murong Xuecun, o português Gonçalo Tavares, o moçambicano Mia Couto e o presidente de Gana, John Dramani Mahama, que vai lançar seu livro “Meu Primeiro Golpe de Estado”. Dentre os brasileiros, destaque para Ana Maria Bahiana, lançando seu “Almanaque 1964”, Ruy Castro, Mino Carta e Xico Sá. Da nova geração de ficcionistas brasileiros, também estarão presentes João Paulo Cuenca, Antonio Prata e Daniel Galera.

O visitante da bienal também tem a oportunidade de ver duas exposições. O “Traço do Pasquim no Combate à Ditadura” e “O Brasil nos Tempos de Chumbo” estão abertos para visitação. No ano em que o Brasil completa 50 anos do golpe militar, a bienal também trará diversas reflexões sobre os anos de regime ditatorial vividos pelo País. Seminários, debates e lançamentos de livros estão agendados para os próximos dias.

Ao final de cada dia, o público pode conferir shows de grupos e músicos consagrados, como Ivan Lins, Quarteto em Cy, Plebe Rude e MPB 4.