Follow:
Curiosidades Europa Mochilão Europa Mochilão Moscou Moscou Museus Rússia Walking Tour

O Teatro Bolshoi, a Biblioteca e o Museu Pushkin

Infelizmente em Moscou não fui a muitos museus, o que é uma pena, pois a cidade é um desses lugares com vários espalhados pela cidade. Entre eles, visitei o Teatro Bolshoi, a Biblioteca Nacional e o Museu Pushkin, o Teatro Bolshoi, Bol’shoy Teatr; ou Grande Teatro é um dos teatros históricos mais famosos de Moscou, que possui apresentações de balé e ópera. O Ballet Bolshoi e a Ópera Bolshoi estão entre as empresas mais antigas e de renome do mundo, o teatro é a casa da Academia de Ballet Bolshoi, a melhor escola de ballet do mundo.
O preço dos bilhetes para entrar no teatro Bolshoy chega a um preço bem convidativo de 100 rublos, no entanto a entrada é permitida somente com trajes de gala, como em qualquer teatro de ópera, se caso você não queira comprar o bilhete para o show, dá pra admirá-lo pelo lado de fora, pra chegar até lá va pelo metrô, as estações: (Ohotnii Ryad, ou fila de caça);  (Teatralnaya, ou do teatro) ou pela estação (Ploshad Revolutsii, ou Praça da Revolução).

 

Já o Museu Pushkin é exclusivamente dedicado à arte ocidental e é o maior museu de arte ocidental da Europa, possuindo uma das maiores coleções impressionistas e pós-impressionistas mundiais, os artigos impressionistas e pós-impressionistas foram relocados em um prédio anexo do outro lado da rua do museu. Ele é imenso, é praticamente impossível visitá-lo em um dia.
A Biblioteca do Estado Russo “Российская государственная библиотека” é a biblioteca nacional e fica bem próximo da Praça Vermelha, é a terceira maior do mundo e possui mais de 17 milhões de volumes, esse prédio é um dos mais bonitos da cidade e é impressionante. Ela foi inaugurada em 1862 e fica dentro de outro museu, o Rumyántsev, desde 1925 ela se chama Biblioteca Lênin da URSS conservando este nome até a caída do regime soviético em 1991, ocupa diversos edifícios dado o seu imenso tamanho e ao tamanho das coleções, entre elas, publicações (13 milhões), mapas (150 mil), partituras musicais e registros sonoros (350 mil).

 

 

 

 

Depois da transferência da capital russa para Moscou, em 1918, o governo soviético decidiu transferir milhares de obras do Museu Hermitage de São Petersburgo para a nova capital. Estas pinturas formam um núcleo de coleções do museu de Pushkin da arte ocidental, incluindo as obras mais famosas de Van Gogh, Gauguin, Picasso, Matisse e Dufrénoy.
Entre eles, o quadro de Van Gogh “La Vigne Rouge”, que aparentemente, foi a única pintura vendida durante a vida do artista, além do acervo de artes plásticas, o Museu Pushkin possui a maior coleção de ouro troiano do mundo. Pra chegar lá pegue o metrô Kropotkinskaya.
Não visitei muitos museus, pois foram poucos dias, mas pelo que pude conhecer, essa cidade é uma aula de história em movimento, tudo aconteceu por ali, e é gratificante ter a oportunidade de ver tudo. No último dia de viagem, ainda visitei um outro museu, que foi sem dúvida o meu preferido, e sobre este eu falo depois! Até!

Leia também:

Previous Post Next Post

1 Comment

  • Reply Quarto de viagem - Um resumo por Moscou, capital da Rússia - Quarto de viagem

    […] museus, galerias de arte, catedrais, lugares históricos e pontos turísticos. Lá está o famoso Bolshoi localizado na Praça do Teatro (Teatral’naya Ploshad) onde estão dois outros teatros: Malyi e a […]

    31 de janeiro de 2017 at 00:24
  • Leave a Reply

    Loading Facebook Comments ...
    %d blogueiros gostam disto: