Follow:
Europa Mochilão Europa Mochilão Moscou Moscou Rússia Walking Tour

Um resumo por Moscou, capital da Rússia

HPJ12349-18
Eu me surpreendi bastante com a cidade, gostei muito e fiquei chocada como tudo nesse lugar é gigantesco. Sério, eu nunca vi uma cidade em grande escala como Moscou, praticamente todos os prédios do governos são imensos, eles queriam mesmo mostrar o poder do governo perante a população e o mundo.
Além das diferenças culturais, o alfabeto cirílico é totalmente distinto do que usualmente estamos acostumados. Com  mais de 17 milhões de quilômetros quadrados, a Rússia é o país com maior área do planeta, cobrindo mais de um nono da área terrestre.
31970633850_715f44e854_o
img_9975
IMG_9972-16
A imponência do metrô moscovita 
A história russa é longa e começa no século I, contada através dos séculos e com sucessivas ondas de invasões de povos bárbaros. Moscou possui mais de 800 anos de idade e ainda detém muitas lembranças de seu passado imperial e soviético, é uma cidade de proporções enormes e de uma cultura extremamente rica, são mais de 30 teatros e 900 bibliotecas, inúmeros museus, galerias de arte, catedrais, lugares históricos e pontos turísticos. Lá está o famoso Bolshoi localizado na Praça do Teatro (Teatral’naya Ploshad) onde estão dois outros teatros: Malyi e a Academia teatral Russa.

HPJ123412-7

um dos prédios na entrada da Praça Vermelha.

IMG_9810-8

relógio da entrada do Kremlin.

HPJ123410-7

HPJ123411-7

IMG_9823-7

restaurante no centro da cidade.

Essa praça também é o local do Circo de Moscou, considerado um dos melhores do mundo e berçário de diversos artistas circenses. As muitas catedrais também são um espetáculo à parte, Moscou também é o centro financeiro e político da Rússia e da antiga União Soviética.

Em relação ao horário local, geralmente possui uma diferença de fuso horário de 7 horas em relação à Brasília. Por muitos anos, desde o desmembramento da União Soviética, a economia melhorou e a era moderna trouxe arquitetura mais viva e novos sistemas de transporte no início da década de 1990, possui, assim, um sistema de transporte extremamente eficiente e barato se comparado ao Brasil.

IMG_9816-7

Os jardins de Alexandre, Александровский сад.

IMG_0025-7

As várias igrejas ortodoxas pelo caminho.

IMG_9820-8

um dos vários museus da Praça Vermelha.

img_9967

ГУМ,Glávnyj Universáĺnyj Magazín, ou GUM, o shopping mais elegante de Moscou.

Antigamente, a entrada de brasileiros era muito difícil, felizmente um acordo de livre passagem entre Brasil e Rússia foi assinado em 2010 (graças aos BRICS) e agora cidadãos brasileiros não necessitam de visto para entrada no país, exigindo apenas um passaporte válido por pelo menos 6 MESES. Porém, cidadãos de outras nações podem ter muita dificuldade para conseguir o visto para a Rússia, portanto se você tiver dupla cidadania, prefira o passaporte brasileiro.

IMG_0078-7

IMG_0076-7

IMG_0077-7

10712800_10152269043622391_4651611131011881205_n

img_9947

img_0067

Memorial Panrusso, um dos maiores complexos da capital, Vystavka Dostizheniy Narodnogo Khozyaystva (VDNKh).

Em Moscou consegui ver como o poder aquisitivo das mulheres é alto, a maioria no centro, próximo à Praça Vermelha e ao GUM com roupas caríssimas e objetos de luxo, Prada, Chanel, entre outros. Fato engraçado é que o Mcdonald’s foi abolido da cidade por conta da falta de higiene, os que encontrei pelas ruas, estavam lacrados pela vigilância sanitária! Ainda assim é possível encontrar Burguer King e o KFC!

IMG_0083-17

detalhes nas estações de trem.

HPJ123413-7

IMG_9984-19

IMG_9985-6

IMG_9987-9

IMG_9989-9

IMG_9902-9

Museu do Cosmonauta e da Ciência Russa.

E as compras? Em frente ao mausoléu, no outro lado da praça situa-se o shopping GUM (Glavny Universalny Magazin), o maior do gênero na Rússia, que abriga lojas sofisticadas e de grife. Antigamente era aqui que os moscovitas enfrentavam as filas diárias para comprar alimentos e artigos necessários ao dia a dia. Hoje no GUM há de tudo, mas os preços são impraticáveis para a maior parte dos russos, a loja é voltada para visitantes ocidentais de alta renda, mas com certeza vale a pena a visita, ali pude comprar vários souvenires, bem mais caros que no Memorial Panrusso.

IMG_9809-6

Catedral de São Basílio, Собор Василия Блаженногo/Sobor Vasiliya Blazhennogo, um dos ícones mais conhecidos da capital russa.

IMG_9968-6

Teatro Bolshoi, Большо́й теа́тр.

IMG_9976-6

Um dos muitos prédios do governo russo.

Voltando ao idioma, o alfabeto russo é composto por 33 letras, sendo 21 consoantes, 10 vogais e duas letras sem som, cuja única finalidade é indicar se determinado som é forte ou fraco. Descontadas as dificuldades de comunicação, não é difícil se situar em Moscou. A cidade é cortada pelo rio Moskva, o que ajuda a servir de referência. O centro é envolvido por um anel rodoviário e entrecortado por diversas avenidas que conduzem ao miolo da cidade, onde está o Kremlin.

HPJ12343-9

HPJ12345-9

HPJ12349-19

 

St. Basil Cathedral! #moscou #russia #quartodeviagemtrip #quartodeviagem

Uma publicação compartilhada por Flávia Donohoe – QV (@quartodeviagem) em

 

A moeda oficial é o rublo, tive alguns problemas pra trocar libras por rublos. Eles aceitam bem mais o dólar e o euro, cartões são aceitos em diversos estabelecimentos, pagamos o hotel e compras com o cartão de crédito, já para utilizar o metrô e comer usamos os rublos que trocamos em Londres.

Outras cidades europeias: Berlim  Viena  Bruxelas  Zagreb  Liubliana  

Bratislava  Barcelona  Madri  Amsterdã 

 Budapeste  Veneza  Praga  Vaticano

Não deixe de ler um outro olhar sobre a Rússia, acompanhe o Baú do Viajante pela Nayara e Matheus.

– Não deixe de reservar a sua viagem com nossos links parceiros como o Rail Europe, Hostelclub, Booking, Rentcars e o Weplannpois além de garantir menor preço e qualidade, o blog continua oferecendo conteúdo exclusivo e original.

– Reserve também seu hotel pelo Booking.com, site com o melhor preço, com diversos hotéis pelo mundo e com a opção de cancelamento gratuito.

– Alugue seu carro na Europa, Brasil e América Latina com a Rentcars.

Booking.com

Leia também:

Previous Post Next Post

15 Comments

  • Reply Léa Yasnaya

    Tô assim, de boca aberta!
    Muito linda a arquitetura.
    Tudo imponente.

    Lindo, deslumbrante mesmo!
    Tô impressionada.

    20 de março de 2015 at 12:26
  • Reply Flávia Donohoe

    Oi Léa! Eu também fiquei de boca aberta quando vi tudo de perto! Sem dúvida, Moscou merece uma visita! 🙂

    20 de março de 2015 at 18:56
  • Reply Quarto de viagem - Museu do Cosmonauta em Moscou - Quarto de viagem

    […] Comments 27 de abril de 2015 Flavia Donohoe Este foi o meu passeio preferido em Moscou, depois de conhecer o museu, o próximo na minha lista, é o museu da Nasa em Cabo Canaveral em […]

    24 de janeiro de 2017 at 23:22
  • Reply Katarina Holanda

    Que fotos lindas! Eu não tinha muita vontade de conhecer a Rússia, mas depois de ver relatos de viajantes que foram, aumentou muito o desejo. As construções são muito bonitas e imponentes, especialmente essas catedrais. Amei o post!

    27 de janeiro de 2017 at 16:47
  • Reply Patricia

    Que cidade colorida! Lindas fotos. Esse castelo de jujuba eu acho um charme!
    Me diz uma coisa, qual foi sua impressão dos russos? Ouvi mais comentários negativos que positivos, mas ainda assim é um lugar que quero conhecer.

    27 de janeiro de 2017 at 18:10
  • Reply Marta Chan

    gostava tanto de ir à Russia, mas como disseste, é um país muiiiito grande, então é preciso algum tempo para conseguirmos visitar alguns pontos.
    as fotos estão fantasticas e curiosidade: em Portugal chamamos esta cidade de Moscovo 🙂

    28 de janeiro de 2017 at 13:44
  • Reply Taís

    Que post maravilhoso, Flavia. Russia é um país que quero muito conhecer, Moscou deve ser uma cidade sensacional, sou doida pra ver o metro, essas construções enormes e toda rica cultura. O bom é que se tratando de um país tão complicado, pelo menos a gente tem livre acesso como brasileiros, né? hahaha

    28 de janeiro de 2017 at 14:35
  • Reply Quarto de viagem - Museu do Cosmonauta em Moscou (Mochilão TV) - Quarto de viagem

    […] Meu passeio preferido em Moscou! […]

    28 de janeiro de 2017 at 22:27
  • Reply Ju Garzon

    Acho a Rússia um país intimidante. Além do idioma totalmente fora do que estamos acostumados, tem toda a história do governo e a arquitetura majestosa… Muito bonito, mas um pouco assustador também. Talvez por ser tão desconhecido. Moro no sul da França e aqui há muitos russos. As mulheres são realmente MUITO bem arrumadas (de vez em quando até demais) e não hesitam e exibir as grifes. Também adoraria saber qual a sua impressão do povo russo. Beijos!

    29 de janeiro de 2017 at 15:41
  • Reply Klécia

    O que mais me chamou atenção foram as cores. Tão vivas, né? A cidade parece adorar mesmo o vermelho bem intenso! Uma visita minha à cidade vai ter que incluir o Bolshoi no roteiro, sou apaixonada. Encantada com essa arquitetura, também! Ficaram lindas as fotos, Flávia!

    29 de janeiro de 2017 at 21:59
  • Reply Deisy Rodrigues

    Rússia pra mim é aqueles destinos do sonho, eu sou apaixonada pelo literatura russa, pelo balés, óperas e me interesso bastante pelo história tão cheio de altos e baixos, considero o povo russo uns dos mais interessantes, toda essa arquitetura, arte, beleza e cultura merece ser admirado. Amei suas fotos, uma mais perfeita que a outra.

    29 de janeiro de 2017 at 23:53
  • Reply Guilherme

    Parabéns pelo post. Moscou está na minha lista e com certeza utilizarei suas dicas!
    Guilherme – Blog A Imensidão ao Seu Lado http://www.aimensidaoaoseulado.com.br

    2 de março de 2017 at 12:39
  • Reply Oscar | www.viajoteca.com

    Moscou parece ser uma cidade linda!! Porém a Rússia como país é um destino que apesar de ser tão vasto e com várias coisas naturais e culturais super interessantes para se conhecer, eu não tenho lá vontade nenhuma de conhecer, pelo menos no momento. Tipo assim, prefiro gastar meu $$ em outro lugar que respeita o direito das mulheres e principalmente minha orientação sexual. Mas tenho que admitir as fotos estão lindas.

    2 de março de 2017 at 12:53
  • Reply Analuiza (Espiando Pelo Mundo)

    oi Flávia… eu passei 15 dias na Rússia (Moscou, Peters, Omsk e Tomsk, as duas últimas já na Sibéria) e me apaixonei completamente. Como você menciona no texto, a imponência de Moscou também me impressionou, pois, por conta da Guerra Fria, eu não esperava que fosse assim. Tudo nessa cidade me maravilhou, pois tudo é muito grandioso.

    Apesar do alfabeto ser ininteligível para nós, não achei complicado estar em Moscou. Claro que não é a mesma facilidade de se estar em outros países que falem ao menos o inglês, e que entendemos o alfabeto, mas com um pouco de senso de aventura, vamos longe.

    Eu fui MUITO bem tratada no país. Recebi tantos sorrisos, ajudas sem pedir, apertões e gentilezas sem fim… Me senti tão acolhida pelos russos que foi uma grande surpresa pois esperava um povo fechado e sisudo. Enfim, tenho as melhores lembranças desse país.

    Uma curiosidade: encontrei mais pessoas falando inglês na Sibéria que em Moscou. 🙂 bjus

    2 de março de 2017 at 19:15
  • Reply Flávio Borges

    Olá, Flávia! Adorei seu post, todas as fotos e todos os detalhes. A Russia também é um país que tenho muita vontade de conhecer, mas, a barreira do idioma é o que mais me gera dúvidas. Como fazer para se comunicar lá? As pessoas falam inglês em Moscou?

    Abraço!

    3 de março de 2017 at 23:58
  • Leave a Reply

    Loading Facebook Comments ...
    %d blogueiros gostam disto: