Follow:
Curiosidades Europa Inglaterra Londres Museus Updates Vida no UK Walking Tour

Londres Dia 2! [OUT. 2014]

Já no segundo dia, acordei cedo e fui ver minha grande amiga Olívia, ela agora mora em King’s Cross, o apartamento é lindo e a vista é bem bacana! Fiquei muito feliz de vê-la e passar um tempo conversando! Saindo de lá, fui até Stratford, iria de ônibus, mas acabou que fui de trem mesmo, Stratford fica na Zona 3 chegando lá, já da pra ver o Parque Olímpico e o gigantesco Westfield Stratford, já tinha ido no Westfield de Shepherd’s Bush, mas esse outro é sem comentários! Acreditem, esse shopping é um dos maiores que já vi, não conheço nenhum no Brasil com essa estrutura. É muito fácil chegar até lá, o difícil é fazer compras em um lugar tão cheio, dá muita preguiça, vá em um dia da semana, no sábado é intransitável! Não quero nem imaginar como ficava aquilo lá nas Olímpiadas! Depois que terminei a minha busca no shopping, peguei um ônibus no Terminal de Stratford e fui até a região de Liverpool Street, antes passando é claro pela Bricklane e o Spitafields Market, terminei o meu passeio já à tarde lá no Borough Market e vi o The Shard completo pela primeira vez! Que prédio lindo, é um dos mais fotogênicos de Londres!
Eu me lembrava bastante de como aquela região da London Bridge era cheia, mas não imaginava que estaria tanto, são hordas e mais hordas de turistas, não é possível ver um espaço em branco em meio à multidão, indico bastante conhecer esses pontos turísticos no meio da semana, a sua paciência vai agradecer!

De lá, peguei o 133 até a Liverpool Street e de lá o 23 de volta a Paddington.
Meu roteiro de final de semana estava terminando, sendo assim, esperei mais um pouco no Pub The Pride of Paddington e peguei meu trem de volta, em duas horas estava de volta à minha casa e com o silêncio que já me é costumeiro por aqui!

Quem sabe eu volte a Londres até o Natal, de uma coisa eu tenho certeza, Londres é um desses lugares que é preciso voltar a cada mês pra sentir o gosto de ser um viajante!

Leia também:

Previous Post Next Post

2 Comments

  • Reply viagenzinhahein

    Taí, você chegou ao xis da questão. Eu achei Londres cheia demais e olha que era novembro! Como não tenho tanta intimidade com a cidade, eu não sei bem para onde fugir.

    Eu tomei pavor da Oxford Street (ela mudou muito desde os anos 80), na verdade, todos esses bulevares famosos no mundo para mim são um suplício de chatos e cheios. Eu já falei sobre isso no blog, quando mencionei que o Nevsky Prospekt, de São Petersburgo, fugia à regra.

    Em Londres, eu fiquei hospedado em Earl's Court, numa ruazinha linda chamada Templeton Place. Hotel ótimo, mas caríssimo, e com umas atendentes idiotas que não sabiam indicar um restaurante sequer (elas sempre indicavam o "pub on the corner"). Numa próxima vez, eu preferiria ficar numa região mais central, não sei em Angel's ou em Waterloo, mas que saísse mais em conta e que não me fizesse depender tanto dos black cabs.

    Como tenho restrições na marcha, eu tenho que optar por hotéis com um pouco mais de infraestrutura e preferencialmente mais perto do Centro (o que não foi o caso). Em cidades que eu conheço melhor, acabo optando por alugar apartamento, sai muito mais em conta. Tentei fazer isso em Londres (estava viajando com um antigo morador de Londres) e não valia à pena, um apartamento na região de Mayfair ou de Knightbridge saía o mesmo que um hotel de 3 estrelas.

    Por sinal, em termos de hospedagem, ela só perde para Moscou em preços.Também fiquei chateado por não ter conseguido comprar ingressos para uma ópera no Covent Garden, mas pagar uma média de 200 pounds por ingresso eu achei too much.

    Tenho vontade de conhecer o interior da Inglaterra… Está na lista!

    Beijo

    22 de outubro de 2014 at 18:07
  • Reply Flávia Donohoe

    Pois é André! Vou te confessar que não tenho mais paciência pra Oxford Street e similares, mas às vezes é preciso! Nessa semana mesmo tive que fazer algumas compras de Natal e o que mais tive vontade de fazer era sair das lojas e não voltar devido à aglomeração! Conheço bem essa região de Earl's Court e alguns lugares por ali é bastante caro, infelizmente os melhores hotéis são caríssimos! É até engraçado alguns ingleses ou estrangeiros que trabalham em hotéis por aqui, eles sempre vão te indicar algum pub, nunca um restaurante! Angel é próximo a Shoreditch, uma região bem alternativa, e quanto a Waterloo, essa sim é bem mais central, ali próximo de Southbank é ótimo, vários restaurantes e hotéis badalados, sem contar que andar pela orla é incrível, no meio da semana é uma tranquilidade!

    Essa região que você queria alugar apartamento é uma das mais caras de Londres, passam facilmente da casa das 2 mil libras por mês! Alguns lugares mais em conta, é a região de Southwark, próximo a London Bridge, ou mesmo King's Cross e Euston! Achei dificílimo encontrar um hotel barato em Moscou, os que encontrei eram puras espeluncas, e os bons eram muito caros, vide o que você já citou! Existem alguns macetes pra comprar ingressos de teatro e ópera mais baratos, mas aí é preciso ficar mais tempo na cidade, infelizmente musicais, teatros, óperas e inclusive o cinema são caros. Se caso venha ao interior, indico veemente a região do Cotswolds, uma das mais lindas da Inglaterra e é claro a Escócia!
    Obrigada pela visita e sempre às ordens!

    22 de outubro de 2014 at 20:35
  • Leave a Reply

    Loading Facebook Comments ...
    %d blogueiros gostam disto: