Follow:
Europa Islândia Mochilão Escandinávia Mochilão pelo Mundo Museus Reykjavik

Harpa Reykjavík Concert Hall

IMG_9589

Depois de rodar quase Reykjavik inteira fomos até o Harpa Concert Hall, que é uma casa de ópera e shows bem conhecida da capital. O Harpa é um centro multimidiático que abrange entre outras coisas opera hall, salas de concertos, salas de conferências e até shows de música islandesa. A perspectiva do Harpa dá outra cara à orla de Reykjavik, este foi inaugurado em 2011, ele é também a sede da Orquestra Sinfônica da Islândia e da ópera islandesa.

IMG_9361

IMG_9364

IMG_2038

IMG_9371 IMG_9444 IMG_9449 IMG_9369

IMG_9362 IMG_9366 IMG_9446

O nome Harpa vem do instrumento musical, mas também coincide com o nome do mês que começava o verão em islandês antigo, o Harpa fica bem no centro da cidade, no distrito de Miðborg e está na orla do fiorde de Kollafjörður. Em 2011 na inauguração foi interpretada a primeira ópera no museu, a Flauta mágica de Mozart, enquanto que simultaneamente se interpretava em outra sala Biophilia da Björk.

IMG_2020

IMG_2022

IMG_2034

IMG_1647

O prédio está localizado no porto antigo bem em frente ao mar, as fachadas estão formadas por um emaranhado de cristais, no interior do prédio as cores mudam de acordo com a época e o clima, na nossa visita, estava tudo muito claro e com cores amareladas, cada uma das suas salas principais representa os quatros elementos.

A maior sala de todas, a Eldborg, possui 1,800 poltronas e está inspirada na atividade vulcânica da ilha e representa o fogo, a de recitais e shows, Norðurljós, é inspirada na aurora boreal e representa o ar, a sala de conferências, Silfurberg, está inspirada nos cristais e representa a terra, já a última sala, Kaldalón, a menorzinha está representada pela água e é inspirada nas lagoas geladas do país. 

IMG_2039

IMG_2040

IMG_2043

Além disso, o museu oferece bares, restaurantes uma zona de exposição e várias salas menores, o Harpa é um ponto turístico bem famoso de Reykjavik e é o ponto estratégico para vários passeios ao redor do país.

site: http://en.harpa.is/

Leia também:

Previous Post Next Post

31 Comments

  • Reply Marii Guedes

    Menina, como que conseguem falar esses nomes, né? Trava-língua! hahaha
    Eu acho ANIMAL quando a gente visita um lugar que a gente até sabe que é bonito, mas descobre tanta história por trás da arquitetura, nomes, materiais… uma lindeza!
    Conseguiu ver alguma apresentação por lá?
    Beijos!

    7 de setembro de 2016 at 21:58
    • Reply Flávia Donohoe

      hahahaha, em todos os países da Escandinávia onde estive é tudo realmente incompreensível, achei russo até mais fácil.
      eu sempre tento ver o lado cultural dos lugares que visito, o Harpa foi uma grata surpresa, que lugar lindo.
      Infelizmente não, e pelo que eu vi, dava pra comprar outra viagem só com o preço do ingresso 😀
      Beijos

      14 de setembro de 2016 at 18:22
  • Reply Paula Reggiori

    Que predio maravilhoso, meu coração aqui pulou!

    Um beijo,
    Foca no Glitter

    11 de setembro de 2016 at 15:28
  • Reply Juliana Almeida

    Impressionante a arquitetura, muito lindo!
    Nunca tinha pensado em viajar pra Islândia, mas depois da propaganda das meninas no Piquenique do “Bloggers Out and About” e dos posts que tenho visto por ai, estou cada vez mais apaixonada pelo lugar!

    Juny // http://www.junypelomundo.com.br/

    12 de setembro de 2016 at 22:10
    • Reply Flávia Donohoe

      Oi Juny, eu fui uma das que caiu na conversa da Taís, hahaha, por isso resolvi visitar a Islândia.
      E realmente assim que você chega lá, viu que tudo vale a pena pra conhecer o país, tudo muito incrível e fotogênico.
      Disse pra ela que também me apaixonei e quero voltar, só não sei quando, pois acho que terei que vender um rim 😀
      Beijos

      14 de setembro de 2016 at 18:24
  • Reply Luiza Ferrari

    Eu amo a Islândia e achei Reykjavik a coisa mais lindinha! Quando fui não sabia que era possível entrar nesse prédio (lerda define) e fiquei admirando só de fora… Ótimo poder matar a curiosidade através do seu texto! 🙂

    8 de outubro de 2016 at 11:57
    • Reply Flávia Donohoe

      Oi Luiza! Eu tanto sei que você ama a Islândia que quando planejei a minha viagem consultei o seu blog! Obrigada pelas dicas 💜💜
      O prédio é aberto e a entrada nas áreas comuns é grátis, eu achei tudo lindo no Harpa, vale a pena a visita.
      Um grande abraço

      8 de outubro de 2016 at 19:51
  • Reply Marianne

    Que arquitetura linda e interessante! Adorei o espaço e o entretenimento que oferece! Agora esses nomes, heim… Tem que anotar tudo pq jamais lembrarei e saberei pronunciar! haha

    8 de outubro de 2016 at 12:42
    • Reply Flávia Donohoe

      Oi Marianne, a arquitetura é algo bem diferente, a Islândia é surpreendente, tudo é bem diferenciado, o país é incrível.
      Esses nomes aí nem adianta, hahaha, o islandês por si só é uma língua difícil, tudo é complicado de se entender, mas a experiência foi demais! Bjs

      8 de outubro de 2016 at 19:53
  • Reply rui batista

    Uau… bem interessante 🙂 E belas fotos. Em 2017 a Islandia faz parte dos meus planos… excelente dica!

    8 de outubro de 2016 at 14:25
    • Reply Flávia Donohoe

      Obrigada Rui, muito amável, eu adorei o Harpa é um prédio que chama muito a atenção, espero que seus planos se realizem, a Islândia é incrível! abraços

      9 de outubro de 2016 at 11:48
  • Reply Ana Paula Fidelis

    O prédio é super hiper moderno, né? Bem interessante o “por trás” dos nomes e escolhas das representações. Os nomes são realmente dífíceis de pronunciar! kkk Abs!

    8 de outubro de 2016 at 16:14
    • Reply Flávia Donohoe

      Eu também achei genial a escolha dos nomes e o significado de cada sala, já a pronúncia eu deixo isso para os islandeses, eu não entendia nada, hahaha.
      Abraços

      9 de outubro de 2016 at 11:56
  • Reply Danielle Bispo

    Que prédio super bacana. Arquitetura super moderna, bem desenhada. E a gente aqui no Rio teve que engolir aquele elefante branco chamado cidade da música, aff. Adorei o post!

    abçs
    Dani Bispo

    8 de outubro de 2016 at 22:10
    • Reply Flávia Donohoe

      hahaha, sério? Eu pensei que a cidade da música tinha sido um sucesso, depois quero saber mais.
      Abraços Dani e volte sempre 😀

      9 de outubro de 2016 at 12:02
  • Reply Viagem LadoB

    Ótimo post e prédio lindo! Baita vontade de conhecer a Islândia, deve estar em uma das nossas próximas viagens! Somos mega fãs da Björk 😉

    8 de outubro de 2016 at 22:55
    • Reply Flávia Donohoe

      Obrigada! Que incrível, eu gosto bastante dela também, vi o post que vocês fizeram sobre a exposição em Londres, infelizmente não conseguirei ir, pois a exposição termina no final de outubro e só irei a Londres em dezembro 🙁
      De qualquer maneira valeu pela dica lá no blog.
      Sobre o Harpa é um prédio incrível, bem diferenciado dos que vemos por aí, e o fato de mudar a coloração é um plus, eu adorei!
      Abraços

      9 de outubro de 2016 at 12:18
  • Reply Itamar Japa

    Que arquitetura deste prédio eim! Ele é muito lindo mesmo! Ele muda de cor com a luminosidade??? Fiquei pensando nisso! Apesar de não entender nada, eu também gosto de ouvir música de vez em quando. 🙂

    9 de outubro de 2016 at 03:23
    • Reply Flávia Donohoe

      Essa foi uma das coisas que mais me impressionaram na estrutura do prédio, chama bem a atenção. Ele muda de cor de acordo com a luz da ilha, é incrível, quando estávamos por lá tudo era amarelo, a música islandesa é bem melódica aos ouvidos, gosto muito da Bjork, Of monsters and men e Sigur rós, essas são as mais conhecidas, mas a variedade é imensa! Abraços Ita!

      9 de outubro de 2016 at 12:26
  • Reply Dayana

    Meoooo Deooooos! Que lugar lindo. Fico imaginando a criatividade do arquiteto em criar algo assim inspirado na atividade da ilha. Eu nunquinha que ia imaginar um negócio lindo desses. <3

    9 de outubro de 2016 at 10:43
    • Reply Flávia Donohoe

      Esse lugar é um dos pontos mais conhecidos da capital, é realmente lindo, vale a pena a visita 💜💜

      9 de outubro de 2016 at 15:19
  • Reply Larissa Pereira

    Nossa, que lugar lindo! A Islândia está na bucket list, com certeza! Preciso conhecer esse prédio, é maravilhoso! Ah, eu amei suas fotos!

    10 de outubro de 2016 at 16:15
    • Reply Flávia Donohoe

      Obrigada Larissa! Espero que a sua bucketlist se realize logo, bjos

      11 de outubro de 2016 at 12:26
  • Reply Bruno Costa

    Que arquitetura incrível! Amo lugares assim.
    Islândia é um país incrível que está na nossa lista de viagem ha muito tempo Quem sabe ano que vem =)

    12 de outubro de 2016 at 18:11
    • Reply Flávia Donohoe

      Olá Bruno, eu adorei a arquitetura também, é um prédio bem diferente e bastante inspirador, vale a pena a visita.
      A Islândia me surpreendeu muito, país lindo cheio de belezas naturais 💛💛
      Espero que a sua viagem seja realizada em breve.

      12 de outubro de 2016 at 20:23
  • Reply Josiane Bravo

    A arquitetura desse prédio é coisa de louco, de tirar o fôlego. E além do prédio ser lindão, ele fica situado no país que tanto sonho em conhecer, a Islândia 🙂

    Abraços

    17 de outubro de 2016 at 15:02
    • Reply Flávia Donohoe

      Sim Josi, é um grande diferencial da arquitetura deles e é sem dúvida um lugar que chama bastante atenção.
      Espero que você visite a Islândia logo, o país é lindíssimo 💕

      21 de outubro de 2016 at 19:15
  • Reply Luiz Jr. Fernandes

    Olá, que lugar espetacular, quero muito conhecer, pena que ainda não consegui reservar o tempo necessário para explorar este destino. Você achou o custo da viagem muito elevado?! Me parece ser um destino um pouco mais caro do que os outros ao redor na Europa. Abraço!

    21 de outubro de 2016 at 14:04
    • Reply Flávia Donohoe

      Olá Luiz, obrigada pelo comentário, estava vendo agora pouco seu snap em Nova Iorque, good timing!
      O prédio é lindo mesmo e bem chamativo, não tem como não ver.
      Gostaria de ter passado mais tempo na Islândia, fazer mais passeios no norte, mas o custo é realmente alto, a Islândia em si é cara, e olha que eu moro na Inglaterra e acho tudo caro!
      Como fiz a Escandinávia em 2 semanas o custo saiu mais caro que uma viaje pela Europa continental! Abraços 💕

      25 de outubro de 2016 at 10:07
  • Reply Quarto de viagem - O aeroporto de Keflavík na Islândia - Quarto de viagem

    […] A maioria dos voos é internacional, mas no verão é oferecido serviços de voos nacionais a Akureyri, cidade mais ao norte na Islândia, a maioria dos voos nacionais são realizados no aeroporto nacional de Reykjavík que fica bem próximo ao Harpa! […]

    3 de fevereiro de 2017 at 20:20
  • Leave a Reply

    Loading Facebook Comments ...
    %d blogueiros gostam disto: