Follow:
Copenhague Curiosidades Dinamarca Europa Mochilão Escandinávia

Dinamarca e um pouco de história

img_2415_1

O que não falta na Dinamarca é história, e andando pela capital você tromba com esta por toda a parte. A maioria sabe que a Dinamarca e a própria Escandinávia é famosa pela sua associação aos vikings, e dá pra ver a presença deles em muitos lugares. Após o século XI, os dinamarqueses ficaram conhecidos como vikings, colonizando, invadindo e negociando em toda a Europa.

copenhague5

O Kastellet, a fortaleza vermelha, e a vista da cidade da Torre Redonda.

Em vários momentos da história, a Dinamarca controlou a Inglaterra, Noruega, Suécia, Islândia, parte das Ilhas Virgens, partes da costa Báltica e o que é agora o norte da Alemanha. A Escânia foi parte da Dinamarca na maior parte de sua história, mas foi perdida para a Suécia em 1658. A Dinamarca ou [dænmg°] está localizada no Mar do Norte e no Mar Báltico e possui centenas de ilhas batizadas de arquipelágo dinamarquês.

img_2507

img_2490

um dos bairros e portos mais famosos de Copenhague, o Nyhavn.

A Dinamarca há muito tempo controla a entrada e a saída do mar Báltico, já que isso só pode acontecer por meio de três canais, que também são conhecidos como os “Estreitos Dinamarqueses”. Eu já tinha comentado como os islandeses eram um povo perfeito e igualitário, acho que acontece o mesmo no Reino da Dinamarca, a língua oficial é o dinamarquês é claro, mas eles falam também e se entendem entre si sueco e norueguês, e pra não ser pouco pra um país tão evoluído, possui o menor índice de desigualdade social e corrupção do mundo.

img_0636

img_2474

Os palácios reais, o Amalienborg Palace.

img_2454

As línguas dinamarquesa, feroesa e groenlandesa são as línguas oficiais da Dinamarca continental, das Ilhas Faroé e da Groelândia, respectivamente. O alemão é uma língua minoritária oficial no antigo condado sul de Jutlândia, perto da fronteira com a Alemanha. O inglês e alemão são as línguas estrangeiras mais faladas.

A Dinamarca é frequentemente classificada como o país mais feliz do mundo e difícil não entender porque eles são tão felizes morando em país tão igualitário e quase perfeito. A moeda dinamarquesa é a coroa DKK ou Danish Krone.

img_2399

img_0542

O Rosenborg Palace.

img_0437

img_0426

City Hall Square.

A Dinamarca é um país liberal e eles são um povo muito tolerante, é bem por isso que existe uma área por lá chamada Christiania que é como se fosse uma república da paz, uma anarquia, onde tudo é liberado e livre, dá até medo de ir até lá em alguns horários, então tome bastante cuidado, desde 1971 é um local que chama bastante atenção, pessoas livres, hippies, artistas e mais o que você imaginar moram por aquela área.

As autoridades tentam não se responsabilizar, mas ao mesmo tempo tentam deixar tudo em ordem nesse lugar tão particular. Como já disse, é melhor tomar cuidado quando for visitar o lugar.

No mais é só apreciar o país e a capital, que realmente é o que mais se aproxima do modelo perfeito de lugar pra se viver. Eu adorei e quero voltar mais vezes com certeza.

– Não deixe de reservar a sua viagem com nossos links parceiros como o Rail Europe, Hostelclub, Booking, Rentcars e o Weplann, pois além de garantir menor preço e qualidade, o blog continua oferecendo conteúdo exclusivo e original.

– Reserve também seu hotel pelo Booking.com, site com o melhor preço, com diversos hotéis pelo mundo e com a opção de cancelamento gratuito.

– Alugue seu carro na Europa, Brasil e América Latina com a Rentcars.

– Use Internet Ilimitada em mais de 140 países com o chip da Easysim4U.

Rail Europe - O melhor lugar para sua viagem de trem

Booking.com

Leia também:

Previous Post Next Post

20 Comments

  • Reply Ruthia Portelinha

    Sabe Flávia, sou super fã de países de primeiríssimo mundo como a Dinamarca, onde a corrupção é menor e os serviços aos cidadãos são de tanta qualidade. Apenas uma coisa me afasta deles. O frio. Acho que hibernava todo o Inverno como os ursos!
    As suas fotos ficaram lindas e o seu relato impecável.
    Abraço

    26 de junho de 2017 at 21:41
  • Reply Pamda Jose

    Oi, Flávia! Muito legal o relato.

    Porque tem que tomar cuidado naquela zona? Tipo assalto ou pior?

    Será que as vezes o perfeito demais pode acabar sendo monótono?

    Abraço!

    27 de junho de 2017 at 00:16
  • Reply Itamar Japa

    O comentário da fanpage aparece aqui! Que massa!

    28 de junho de 2017 at 18:37
  • Reply Laura Sette

    Oi, Flavia! Muito legal ler seu artigo sobre a “minha” cidade! 🙂
    Gostaria de fazer dois adendos:
    1) Os Vikings eram tribos germânicas do norte (não apenas dinamarqueses), e a Era Viking durou aproximadamente do Século VIII ao XI;
    2) Christiania é uma comunidade independente, com leis próprias, fundada na década de 1970 por hippies e outros ativistas numa área militar abandonada. Mas é muuito tranquila! Não há porque ter medo não. O único ponto mais diferente é que a comercialização e o consumo da maconha são liberados por lá. Mas é todo mundo da paz, pode ter certeza! 😉
    Beijos

    28 de junho de 2017 at 19:26
    • Reply Flavia Donohoe

      Eu já li vários posts sobre o país lá no seu blog, é sempre muito completo, eu só dei uma resumidinha e meu ponto de vista é claro, a comunidade é tão independente que dá um certo frio na barriga de visitá-la, talvez porque eu seja bem desconfiada, mas não me senti segura lá não, hahaha, às vezes me deparava com cada figura, mas isso também acontece aqui na Inglaterra, não é um fato isolado! Mas é claro que foi uma ótima experiência, só que no horário que fomos não me senti tão livre assim pra explorar o lugar.
      Beijos

      29 de junho de 2017 at 21:40
  • Reply Monique B.Ribeiro

    Post super interessante e as fotos lindas me deixaram ainda com mais vontade de conhecer a Dinamarca que deve ser um país belíssimo. Fiquei curiosa a respeito dessa àrea liberal que vc citou. O que é liberado, tem alguns exemplos?

    Abraços

    29 de junho de 2017 at 19:39
  • Reply NiKi Verdot (1001 Dicas de Viagem)

    Flávia, adorei seu post e suas lindas fotos. Morro de vontade de conhecer a Dinamarca e adoroooo saber um pouco mais sobre a história e os detalhes dos lugares antes de visitar. Obrigada por compartilhar um relato tão detalhado! 🙂

    30 de junho de 2017 at 10:24
  • Reply Klecia

    Posts com historia: meus favoritos <3 Se trouxer fotos lindas assim, melhor ainda! Lindo post Flavia! Dinamarca ta na minha lista dos sonhos!

    30 de junho de 2017 at 12:59
  • Reply Diego Arena

    Ainda não conheço a Dinamarca, e confesso que nunca pesquisei muito sobre ela.
    Mas lendo seu post fiquei com vontade de conhecer. Que pais lindo e ótimas paisagens e construções, gostei.
    Obrigado por compartilhar.

    30 de junho de 2017 at 13:59
  • Reply Gabi Pizzato - Devaneios de Biela

    Dos países da Escandinávia só conheci um pouco da Finlândia e fiquei morrendo de vontade de voltar e visitar outros lugares e países. Um dia volto! 😉

    1 de julho de 2017 at 00:02
  • Reply Analuiza (Espiando Pelo Mundo)

    Que arquitetura linda! Acompanhada de tão rica história e organização sócio-política então… Quero ver sim, tudo isso de perto um dia! 🙂

    1 de julho de 2017 at 18:29
  • Reply Simone Hara

    Adorei o post e saber mais sobre detalhes históricos e culturais da Dinamarca. É um país que tenho muita curiosidade pra visitar e que um dia ainda vai entrar no meu roteiro.

    2 de julho de 2017 at 00:39
  • Reply Gisele Rocha

    Sério que a Dinamarca é o país mais feliz do mundo? Realmente, não faltam razões pra isso. Achei interessante eles terem 3 idiomas oficiais. Será que o pessoal não mistura as palavras?

    3 de julho de 2017 at 00:12
  • Reply Michela Borges Nunes

    Que legal ler toda esta hitória! Eu amei demais Copenhague e adorei, claro, ler a respeito da Dinamarca. Parabéns pelo post.

    3 de julho de 2017 at 02:06
  • Reply Edson Amorina Jr

    Flavia, adorei suas fotos e relato. A Vivi já conheceu a cidade, porém eu ainda não fui. Preciso muito visiar.

    5 de julho de 2017 at 07:56
  • Reply Alessandra

    Este lugar deve ser incrível, quanta história. Parabéns pelo post.

    8 de julho de 2017 at 00:46
  • Reply Quarto de viagem - Nyhavn, cartão postal de Copenhague - Quarto de viagem

    […] do canal, junto a Kongens Nytorv, está colocada uma enorme âncora em memória dos marinheiros dinamarqueses mortos durante a Segunda Guerra Mundial. Junto a esta, do lado Sul do canal, pode ser visto o […]

    31 de julho de 2017 at 20:30
  • Reply Quarto de viagem - O Kastellet e a pequena sereia - Quarto de viagem

    […] vários prédios militares, é uma fortificação construída durante o reinado de Christian IV da Dinamarca iniciada em […]

    25 de agosto de 2017 at 16:20
  • Reply Christian Gutierrez

    Muito legal saber de história de outros países, obrigado por contar essas história pra gente deixa com vontade de conhecer a cidade.

    8 de setembro de 2017 at 11:00
  • Reply Quarto de viagem - Um dia por Malmo na Suécia [AGO.2016] - Quarto de viagem

    […] dirigir novamente a estação Malmö C e nos painéis eletrônicos é fácil encontrar os trens à Dinamarca, não se esqueça de comprar o bilhete de ida e volta assim você ficará tranquilo no seu […]

    17 de setembro de 2017 at 13:25
  • Leave a Reply

    Loading Facebook Comments ...
    %d blogueiros gostam disto: